Porque o Switch (Nintendo) causa tamanha comoção?


Sempre temos fãs malucos de muitas marcas ‘doidaralhaços’ pelos lançamentos que elas anunciam, sendo a mais conhecida, e talvez com maior leque de alcance no momento há algum tempo, a Apple.

Cada marca cativa seu público por uma abordagem, um estilo de vida, algo que os torna únicos, ou mais especiais na cesta de empresas que prestam aquele serviço ou vendem aquele produto.

Inovação

A Nintendo recentemente anunciou o lançamento do Switch, seu novo console, e lógico que o público gamer está extasiado com o anúncio. Para emplacar com algum dado estatístico, o trailer de lançamento bateu mais de 25mi de visualizações. Why!?

Na minha humilde opinião, a Nintendo sempre esteve envolvida de cabeça em mudanças. Ela sempre inova o jeito tradicional de vermos e jogarmos, às vezes acerta, em outras nem tanto.

Você sabia que a Nintendo, nos primórdios, fabricava baralhos? Pois é talvez essa veia ainda esteja viva na empresa na questão de mudar totalmente o foco, tentar ir por outros meios e fazer algo que ninguém está fazendo.

Rolou até uma notícia sobre o apoio da EA Games à Nintendo, ressaltando a importância de inovação que o Switch trouxe para que as produtoras possam pensar diferente, criar novos horizontes e jogos melhores.

A Nintendo está viva nos seus melhores momentos

Você pode ter sido um gamer leve ou hardcore, mas provavelmente passou por um SNES. O SNES foi lançado em novembro de 1990 e a maioria do público gamer hoje tem aproximadamente 20~30 anos. Então está vívido em suas memória os clássicos Super Mario World, F-Zero, Star Fox, The Legend of Zelda: a link to the past, como tantos outros jogos. Está sentindo? Essa nostalgia de quando não tínhamos boletos pra pagar?

Nem todo mundo passou pelo N64, lançado em março de 1996, mas caro para nossa realidade brasileira – sim sempre foi caro viver nas terras tupiniquins. Mas alguns felizardos aproveitaram a inovação de um mundo novo 3D em 64bits. Onde o uso de um controle analógico foi introduzido para controlar o Mario em 3ª pessoa, juntamente com um gatilho que foi usado em 007 Goldeneye.

O Gamecube foi ofuscado diante das concorrentes, na época do N64 até o Wii podemos dizer que quase todos fomos fisgados pela Sony com seus PS One e PS2, ou estou errado!? A aposta na mídia CD/DVD que barateou os jogos (piratas também), ganhou rapidamente o mercado, que popularizou a Sony, fazendo a Nintendo sofrer bastante.

Veja também  Reformulação do QGNoob!

Apesar de Crash Bandicoot ser do cara%$#, não era o encanador favorito da garotada. Percebe que além dessa nostalgia dos consoles da Nintendo, está faltando algo? Franquias de jogos que são somente da Nintendo sempre encheram nossos corações: Mario, Zelda, Pokémon (vide o sucesso do Pokémon Go), Donkey Kong, Smash Bros, Star Fox, e tem mais que estão entre os favoritos. Eita saudade eim?

De lá para cá

Mais uma vez caro em seu preço, porém desafiador, o Wii chega com controles inovadores, sensores de movimentos, jogabilidade bem feita com os personagens favoritos em novas histórias. Mario remodelado, com novas roupas, donkey kong com gráfico bonito e jogabilidade muito boa.

Outro console que nem todos tiveram e que, a partir deste ponto, vemos uma divisão clara de mercado e cada fã pesou mais seu bolso e o que gostaria de jogar. Recentemente os Amiibos também foram uma novidade legal pra caramba, que atrelou colecionáveis ao jogador com uma função no game.

O 3DS ainda rola forte no mercado, penso eu que, em questão de mobilidade, até o momento não tínhamos nada comparável aos portáteis da Nintendo. Temos outros portáteis no mercado, mas que não vingaram muito, creio que por ‘caparem titulos’ famosos para portabilizar, diferente da Nintendo, que focava seus personagens e diversão em outra pegada de jogo. Diversão é o forte da Nintendo.

Mas, eaí? Eu acho que…

O jogo nao precisa ser bonito pra cara#$%, mas precisa ser ‘bem jogável’ e divertido no fundo. Sinto falta de jogar títulos que são próprios da marca. Já temos o que precisamos para adotar um console da Nintendo, que está nos relembrando como tudo isso era legal no passado e como pode ser de novo com o Switch.

Esse alvoroço é isso. Tem um preço apelativo lá fora, tem uma pegada bacana de misturar portátil e console, lance legal para dividir controle com amigos. Está aí, todos querem ver agora o que esse pequeno pode se tornar. Se não custar os olhos da cara e o 3º olho aqui no Brasil, quem sabe!?

 

Comente algo que preste recruta!

comentários "úteis"