Batman, O Cavaleiro das Trevas – Resenha


batman cavaleiro das trevasNome: Batman O Cavaleiro das Trevas

Nome Original: The Dark Knight Returns

Lançamento: 1986

Edições: 4

Editora: DC Comics

 

Olá novamente Recrutas do QG, agora lhes trago o meu segundo herói preferido numa estória clássica e considerada como uma das obras primas tanto do Homem Morcego quanto de Frank Miller.

Nessa série de quadrinhos vemos o Batman aposentado há 10 anos. Ele se aposentou, pois aparentemente Gotham estava segura, sendo que todos os seus vilões tinham sido presos ou possivelmente tenham morrido. Percebemos claramente que, mesmo que aposentado, Bruce nunca mais foi o mesmo, ele continua sendo perseguido pelo “fantasma” da morte de seus pais e nota que a cidade nunca estará segura: “O mundo só está mais velho e sujo”.

Nessa edição temos uma das mais lembradas caracterizações da morte dos Wayne:

batman cavaleiro das trevas

Gotham está sob uma nova ameaça, uma gangue jovem que se autointitula Mutantes (nada relacionado a Marvel, mas confesso que o visor que eles usam é bem parecido com o do Cyclope), e então Bruce resolve voltar à ativa.

batman cavaleiro das trevas

Mesmo mais velho e sem os reflexos de antes, o Batman consegue mostrar que é o ser humano mais incrível, as vezes é difícil de acreditar que ele não tem nenhum poder!

O Batman ressurge e acaba por salvar duas garotas, uma delas se torna a nova Robin e é bem legal essa versão feminina pois mostra uma relação meio de pai e filha, e afasta a ideia que se tinha na época que o Batman e Robin era um par amoroso.

batman cavaleiro das trevas

O Coringa é um dos melhores vilões já criados e também deixa sua marca nesses volumes, mostrando que sempre será o arqui-inimigo do Batman, até mesmo depois de tanto tempo. O desfecho da eterna luta entre o cavaleiro de Gotham e o Coringa é incrível (sem spoilers nessa parte).

batman cavaleiro das trevas

No momento em que a cidade sofre um blackout (bem bacana a construção dessa parte, vale a pena conferir o motivo) vemos as pessoas sem controle e cometendo várias atrocidades. Isso mostra como a sociedade reage perante o caos e que mesmo com as críticas severas sobre o “vigilante” de Gotham, e toda questão de estar ou não dentro da lei e ser certo ou errado fazer o que ele faz, o Batman se faz mais do que necessário.

batman cavaleiro das trevas

A estória continua com desfechos fascinantes, repleta de diálogos profundos e acontecimentos marcantes, e em sua parte final acontece o confronto mano a mano com o Superman. Confesso que não gosto tanto da maneira que o Superman é inserido e o que o motivou a lutar com o Batman. O Presidente dos EUA pede para ele “dar uma acalmada” no Batman e depois ainda diz: “Bom menino”, como se Clark fosse um cãozinho do presidente e ele tivesse mandado pegar o ladrão (acho que o Superman se importa muito com a vida e não causaria nenhuma luta desnecessária ainda mais com o Batman, mas tudo bem, só um desabafo). Minha crítica nesta parte é somente pelo posicionamento do Superman, mas entendo que ela é necessária para passar a mensagem que Frank Miller quis passar, pois na verdade a briga entre Batman e Superman é uma luta de ideologias, os dois chegam a esse ponto por causa de quem eles se tornaram e não porque acreditam nesse modo de resolver as coisas. Portanto dá para entender que esse confronto é inevitável no universo em que se passa a HQ.

Veja também  Battlefield 4 - Vai uma galeria de imagens aí?

batman cavaleiro das trevas

O filme Batman V Superman tirou várias referências dessa estória, algumas cenas parecem que saltaram dos quadrinhos (mesmo se você não gostou do filme, eu no caso gostei bastante, tem de admitir que foi uma ótima representação dessas referências).

As questões morais abordadas em O Cavaleiro das Trevas são muito atuais, envolvem muita política, opinião pública, religião, psicologia e muito mais. Parece mesmo que Frank Miller pensou em tudo para ambientar o Batman nessa realidade mostrada nas HQ’s. Menção honrosa à personagem Dr. Bartholomew Wolper que é o responsável pelo tratamento psiquiátrico do Duas Caras e do Coringa. Ficamos com raiva das declarações dele durante a estória, mas é um personagem que representa ideias bem interessantes e atuais, além da grande importância no clímax da história.

Em resumo, Batman o Cavaleiro das Trevas é incrível, é essencial para todos os fãs do Homem Morcego e de HQ’s em geral. Ela fez história quando lançada e trouxe um aspecto mais sombrio ao Batman que serviu de influência a todos os outros heróis (até mesmo da Marvel). O traço é antigo (claro né, é de 86), às vezes temos desenhos bem definidos e outras vezes apenas borrões e silhuetas, no começo pode parecer difícil para quem não está acostumado, mas depois de 3 páginas essa dificuldade desaparece tamanha a preciosidade do conteúdo.

NOTA: 9.9 / 10.0

Comente algo que preste recruta!

comentários "úteis"